• +55 11 98326.8633

Apesar de pais Pernambucanos, sou Natural de Manaus/AM. Local onde vivi a infância e a maior parte da adolescência de maneira muito proveitosa e abundante. Mas meus pais, com objetivo de criarem os filhos “Para o Mundo”, com meus recém feitos 17 anos, me “deportaram” (agora posso incluir aqui risos) para São Paulo, Capital, para morar junto com meus dois irmãos mais velhos, para que eu também pudesse vivenciar, esse mundão, e tivesse mais opções para escolher o que queria fazer profissionalmente.

E foi esse rompimento na convivência com meu pais, que permitiu que eu os valorizasse ainda mais. Paradoxalmente, a distância só nos aproximou. Tenho uma gratidão sem tamanho, pelo apoio de sempre, coragem e “desprendimento” (para minha mãe já não foi tão simples assim) deles, pois me permitiu explorar com independência e muita responsabilidade os passos seguintes, da minha trajetória.

Pouco tempo depois que cheguei em São Paulo, conheci a “tampa da minha panela”. Juntos e algumas vezes também separados, conhecemos lugares incríveis, iniciamos na Filosofia (não largamos mais!) e descobrimos que tínhamos o mesmo objetivo. Nesse meio tempo, escolhi ser Farmacêutica, terminei minha Pós e logo depois nos casamos.

Dois anos depois, decidimos que queríamos ter filhos... sim, foi uma decisão muito pensada e avaliada por ambos! Pontuamos os desafios, e decidimos pelo APRENDIZADO DO AMOR! E assim, nasceu o Gabriel. E nasceu para mim a maternidade. A mesma que me transformou como jamais havia “planejado”, pois alguns meses após seu nascimento, optei por deixar o meu trabalho (coisa que pouco tempo antes, nem passava pela minha cabeça). Com isso, fui vivenciar o que mais importava para mim naquele momento. Junto com meu parceiro, tive a oportunidade de aproveitar cada minuto dessa experiência. Emergi nesse mundo de maneira profunda, com muita leitura, trocas de experiências com outras mães e um interesse genuíno na formação daquele indivíduo, que estava sob minha responsabilidade.

Um ano depois (sim, estávamos animados!), mais uma vez, avaliamos ter mais um filho, e adivinha a decisão? Mais Amor! Assim nasceu o Felipe, que despertou ainda mais em mim, a busca pela compreensão daquele ser humano que eu pouco entendia e era tão desafiador! Ele foi tão “diferente” (nomenclatura que adotei por um tempo para substituir a MINHA falta de entendimento daquele ser), que o chamamos carinhosamente (apenas eu e o marido, quando estávamos sozinhos) de “o nosso caso de estudo”! Mesmo sentindo as dificuldades e angustias de uma mãe de dois filhos, disposta a melhorar, no auge dos 2 aninhos do Felipe e dos quase 5 anos do Gabriel, voltei a trabalhar. Sentia que as crianças estavam mais independentes e eu estava mais segura para também, exercer minha independência.

Os dias se seguiram, e sentia o “peso”, de ainda não ser a mãe que tanto desejava ser. Entre aflições, gritos e muito desgaste emocional, fui em busca de novas possibilidades de educação. Afinal, meus métodos funcionavam para um filho, mas não para o outro, e isso me angustiava profundamente. E os conflitos me inundavam: “O que estou fazendo de errado?”, “Não aguento mais isso...”, “De novo reagi? Até quando Meu Deus!?”

Foi aí que há alguns anos atrás conheci a Comunicação Não Violenta (CNV), depois veio o Kidscoaching , a Neurociência, e em seguida a Disciplina Positiva. Um foi puxando o outro, e sem dúvida foram essas bases que transformaram a minha vida e a vida da minha família para muito melhor!!! Diariamente permito-me romper padrões estabelecidos em minha infância e pela sociedade, e descubro um novo caminho de respeito, gentileza e firmeza, que fazem sinergia com os filhos, que verdadeiramente desejo deixar nesse mundo!

Por acreditar nisso, recentemente resolvi mudar radicalmente a minha vida: pedi demissão, com o objetivo de me dedicar integralmente a esse propósito, de ajudar outras famílias a vivenciarem essa transformação tão possível e do jeito que cada família deseja.

Com isso, nasceu a Pais e Filhos Conectados!

Esse é um convite para você, que é responsável por um indivíduo em formação, ter a oportunidade de desempenhar esse papel tão precioso, da maneira que você realmente deseja.

Trabalharemos juntos, alguns pontos como: 

  • Evitar falhas na comunicação;

  • Melhorar empatia entre irmãos, meio irmãos, padrastos, madrastas;

  • Ansiedade/ Medo/ Alimentação Inadequada/ Raiva;

  • Aprender a lidar, e possivelmente evitar as birras e descontroles;

  • Ajudá-lo a encontrar suas melhores respostas;

  • Bullying;

  • Melhorar o interesse pelos estudos;

  • Ampliação da autoestima e a confiança do seu filho;

  • Aplicar o reforço positivo com verdade e moderação;

  • Criar regras e fazer combinados em conjunto, de maneira assertiva;

  • Realizar as atividades de rotina, como: tomar banho, escovar os dentes, ir dormir... de maneira mais leve e sem embates;

  • Acolher, não negar os sentimentos dele e ajuda-lo a descobrir como ele pode se sentir melhor.

Melissa Frota Guimarães

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus.

Copyright © 2017 | Melissa Frota Guimarães KidCoach de Pais, Filhos e Escola | Desenvolvido por: WG8 Marketing Com  Resultados